Celulite Infecciosa

Tempo de leitura: 4 minutos

Celulite Infecciosa

As celulites muitas vezes são muito temidas entre as mulheres e quase sempre promove um aspecto visual de uma laranja na superfície da pele. Mesmo sendo muito semelhante, a celulite infecciosa não tem nada a ver com esse caso, pois é causada pela penetração de bactérias, a qual é uma doença das camadas mais profundas da pele.

Com isso, a pele pode se tornar muito vermelha, inchada e dolorida, pois através da entrada das bactérias Streptococcus pyogenes ou Staphylococcus aureus, que ocorre através de uma ferida como, por exemplo, queimadura, corte, frieira, acne ou picadas de insetos. Podendo ocorrer nas pernas e na face.

Esta celulite infecciosa normalmente se apresenta como uma área dolorida, avermelhada, com calor no local e inchaço, com possibilidade de porta de entrada, ou seja, as feridas na pele. Este quadro quando agrava pode provocar febres, calafrios, enjoo, vômitos, mal estar, e quando ocorre no rosto pode piorar em poucas horas.

Esta infecção não é contagiosa, pois não é passada de pessoa para outra, mas caso o indivíduo venha a ter uma ferida na pele ou doença de pele, a bactéria pode acabar penetrando causando este problema e provocando complicações como, por exemplo, uma infecção geral do organismo podendo levar a morte caso não seja corretamente tratada.

Como evitar e tratar a celulite infecciosa

Existem alguns cuidados muito simples que podem ajudar na prevenção da celulite infecciosa, caso o indivíduo já tenha feridas na pele. Acompanhe abaixo alguns desses cuidados que você pode ter.

Procure sempre lavar a ferida diariamente com água corrente e sabonete neutro.

Tente manter as lesões sempre cobertas e troque os curativos pelo menos uma vez por dia.

Sempre fique atento ao aspecto em que se encontra a ferida, se caso venha a surgir vermelhidão, inchaço ou presença de líquidos, se isso acontecer procure imediatamente um médico.

Se caso você tenha diabetes, é aconselhável realizar uma auto avaliação dos pés diariamente para analisar se existe presença de feridas ou micoses.

Procure ter cuidado na hora de cortas as unhas para não machucar os dedos, e se existir qualquer infecção ou micose de pele procure tratar imediatamente.

Sempre cuide do seu corpo quando houver fatores de risco, procurando usar hidratantes na pele, protegendo das ameaças de bactérias e sempre enxugando as dobras da pele e entre os dedos.

Já para o tratamento da celulite infecciosa é importante que você procure um dermatologista, o qual irá indicar provavelmente a medicação correta. Saiba mais abaixo como é realizado o tratamento.

O tratamento é realizado através de antibióticos como a cefalexina, procurando ter sempre um repouso e elevação do membro que foi afetado, através de travesseiros, para que assim seja reduzido o inchaço e as dores características dessa doença.

O médico ainda pode indicar remédios analgésicos e antipiréticos como, por exemplo, a dipirona e o paracetamol, que irão diminuir a febre que normalmente surge em alguns casos.

É extremamente importante que o paciente realize o tratamento corretamente, tomando sempre os antibióticos que são indicados pelo seu dermatologista até o fim do tratamento, para que assim consiga evitar que a bactéria entre na corrente sanguínea e cause uma infecção generalizada do organismo.

Geralmente, o tratamento dura em torno de 14 dias e dependendo da gravidade do problema, dos sintomas que ocorre no paciente e da presença de outras doenças crônicas, pode acabar sendo necessário que o paciente fique internado para que seja recebido o antibiótico através da veia.

Ocorrem também alguns efeitos colaterais com o tratamento como os problemas digestivos, dores de estomago, náuseas e diarreia. Já os sinais de melhora incluem a diminuição e o desaparecimento da vermelhidão na pele, dores e inchaço.

Portanto, é muito importante que o indivíduo com celulite infecciosa procure assistência médica o mais rápido possível, pois pode levar a morte quando ocorre a desvalorização do processo e desinformações dos pacientes, tendo assim um atraso no tratamento que é extremamente complicado pela falta de resposta do antibiótico ou quando já existe uma infecção mais generalizada.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (17.465 votos, total: 4,40 de 5)
Loading...